João Roma visita regiões afetadas pelas chuvas e diz que é crucial retirar famílias das áreas de risco

O ministro da Cidadania, João Roma, destacou neste domingo (26), em Ilhéus, as ações do Governo Federal nas regiões afetadas pelas fortes chuvas dos últimos dias, em especial no Sul e Sudoeste da Bahia. O ministro visitou locais que sofrem com os impactos dos temporais e afirmou, em entrevista, que é crucial neste momento retirar as famílias das áreas de risco.

Roma revelou ter conversado neste domingo com o presidente Jair Bolsonaro, que pediu que as ações do Governo Federal sejam intensificadas para salvar vidas. Antes de ir a Ilhéus, Roma visitou Nazaré, que teve casas destruídas e mais de 50 famílias deixaram suas residências devido ao risco de alagamento. Ele também citou o rompimento de barragens e a situação do Vale do Jiquiriçá, que também tem sido muito afetado pelas chuvas.

O ministro ressaltou que, em reunião neste sábado (25), foi deliberado a instalação, em Ilhéus, de uma base de operações conjunta entre os governos do estado e federal. “Com isso, melhora a coordenação e a eficácia dessas ações para minimizar o sofrimento da população. O presidente Bolsonaro, com quem já falei agora pela manhã, pediu para reforçar as ações do Governo Federal, mandando inclusive novas ações pra cá, não só equipamentos. Agora mesmo chegou um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal e estamos buscando intensificar essas ações de redobrar os esforços para minimizar o sofrimento da população e preservar vidas”, afirmou.

“Momento crucial agora é colocar em estado de alerta retirando as famílias de área de risco. Esse é o momento de preservar vidas e, na sequência, tomar todas as medidas, recursos federais estão sendo liberados. Lembrando que desde o último dia 28 de novembro que a Defesa Civil já está instalada aqui na Bahia e essas chuvas só aumentaram”, complementou.

Roma pontuou que as chuvas, que passaram pelo Extremo Sul, atingem agora uma área de abrangência maior. “O rompimento dessas barragens faz com que essas águas cheguem de uma maneira muito veloz, de forma forte, traiçoeira”, disse, ao destacar também o trabalho para liberar estradas que foram bloqueadas pelas chuvas.

“Então, é um trabalho para evitar justamente o isolamento de parte da população e também permitir o fluxo dos veículos, o que garante também a chegada dos mantimentos. Nesse esforço de coordenação com o Governo do Estado, por exemplo, nós poderemos custear todo o combustível das aeronaves. Estamos mandando mais de 30 mil cestas básicas do Ministério da Cidadania. Ao longo da última semana, foram mais de 70 toneladas que vieram inclusive com articulação pela primeira-dama Michele Bolsonaro”, afirmou o ministro.

João Roma disse ainda que o Ministério da Saúde irá encaminhar nesta segunda-feira (27) 90 médicos para a região. “São muitos esforços para justamente minimizar o sofrimento que a população passa. É uma população que pede socorro, e quem pede não quer saber de onde está vindo ajuda. É um um momento muito triste para toda essa população que fica de fato fora de suas casas, correndo risco”, frisou.

Participe os grupos dos WhatsApp e Telegram de João Roma.

Acompanhe nosso mandato:Fique por dentro dos detalhes do nosso mandato, da nossa luta pela Bahia, e esteja sempre bem informado sobre as novidades do Congresso Nacional.