“Vamos mostrar quem de fato está fazendo pelos mais necessitados da Bahia”, diz Roma ao defender gestão Bolsonaro

Foto: Max Haack

O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), disse que é preciso revelar a verdade sobre quem, de fato, tem ajudado a população mais necessitada da Bahia. A constatação foi feita por Roma em entrevista realizada na manhã desta segunda-feira (13), à Rádio Cidade FM, de Guanambi.

Roma disse que o foco de sua pré-campanha é trabalhar com a verdade, inclusive para reverter a rejeição apontada por institutos de pesquisa. “Basta trabalhar com a verdade, mostrar para o povo da Bahia quem de fato está fazendo pelos necessitados. O presidente Jair Bolsonaro não foi o vencedor na Bahia nas últimas eleições, mas tem tratado a Bahia com muito respeito e com muito carinho”, disse João Roma, pré-candidato de Bolsonaro na Bahia.

O ex-ministro da Cidadania citou o Auxílio Emergencial e o Auxílio Brasil que na Bahia garante renda mínima mensal de R$ 400 para mais de 2,3 milhões de famílias. “Esse recurso foi muito importante para muito pai e mãe de família que estava impedido de sair de suas casas para ganhar o sustento para seus filhos”, rememorou Roma, referindo-se ao período em que prevaleceu a política do ‘fique em casa, a economia a gente vê depois’, a que o presidente se opôs.

Com os investimentos em habitação, 43 mil famílias baianas conseguiram moradia própria por meio do programa Casa Verde e Amarela. Em infraestrutura, são R$ 5,41 bilhões para a conclusão da Ferrovia Oeste-Leste que liga Ilhéus e Caetité e favorecerá o escoamento da produção baiana e as melhorias em 330 quilômetros de rodovias federais na Bahia, com a duplicação de 21 quilômetros da BR-116 (Feira de Santana a Santa Bárbara), 26 quilômetros da BR-101 (Feira de Santa a Entre Rios). “Mesmo com o PT no governo federal, a Bahia não teve um milímetro de BR duplicada”, pontuou Roma.

O pré-candidato a governador disse ainda à Rádio Cidade de Guanambi que “estamos caminhando para fazer uma mudança de prática política da Bahia”. O ex-ministro da Cidadania se referiu ao propósito de dar um basta ao “toma lá, dá cá” que marca a política baiana ou ao jogo de cadeiras que se tenta promover, quando se antagonizam o candidato oficial do PT, Jerônimo Rodrigues, e o oficioso de Lula, o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto. “Estou ao lado do presidente Bolsonaro para colocar a Bahia ao lado do Brasil”, declarou João Roma, na entrevista.

Acompanhe nosso mandato:Fique por dentro dos detalhes do nosso mandato, da nossa luta pela Bahia, e esteja sempre bem informado sobre as novidades do Congresso Nacional.