Trabalhando por mais recursos para as Obras Sociais Irmã Dulce, João Roma visita Ministro da Saúde, acompanhado de representantes da instituição

João Roma e o Ministro da Saúde

No mês em que as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) completa 60 anos de atividade na Bahia, o Vaticano proclamou a canonização da beata popularizada como Anjo Bom da Bahia. A notícia percorreu o mundo e foi celebrada pelos baianos que se orgulham da história da beata que renunciou de sua vida para se dedicar à caridade.

Com o objetivo de angariar recursos federais para fortalecer e estimular o trabalho da OSID, o deputado federal João Roma (PRB/BA) esteve nesta quinta-feira (16) no Ministério da Saúde, acompanhado de Maria Rita Pontes – superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce e Lucrécia Saverini – gestora de saúde das Obras.

A OSID é uma das instituições sociais mais destacadas do Nordeste, que atualmente supera a marca de 2 milhões de procedimentos ambulatoriais por ano e abriga um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país. No entanto, a instituição tem atravessado uma crise financeira muito delicada.

Com o objetivo de angariar recursos federais para fortalecer e estimular o trabalho da OSID, o deputado federal João Roma (PRB/BA) esteve nesta quinta-feira (16) no Ministério da Saúde, acompanhado de Maria Rita Pontes – superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce e Lucrécia Saverini – gestora de saúde das Obras. Na oportunidade as representantes da instituição presentearam o Ministro Henrique Mandetta com uma imagem da recém-proclamada Santa Dulce dos Pobres, primeira mulher brasileira a ser canonizada, e entregaram uma solicitação de audiência com o presidente Jair Bolsonaro e o Arcebispo Dom Murilo Krieger, para falar sobre a cerimônia que irá celebrar em solo brasileiro a canonização de Irmã Dulce.

João Roma comentou a importância do compromisso com a causa social abraçada pelas Obras Irmã Dulce: “Acredito que honrar este trabalho é assumir o compromisso de se dedicar a perpetuar o importante legado de assistência àqueles que mais precisam, deixado pelo Anjo Bom da Bahia”, concluiu.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*