“Devemos ter um olhar ainda mais atento à primeira infância”, diz João Roma

Ministro participou nesta segunda-feira (29) de evento online para celebrar conquistas dos cinco anos do Marco Legal da Primeira Infância

Foto: Julio Dutra

O ministro da Cidadania, João Roma, participou nesta segunda-feira (29) de um evento online para celebrar os cinco anos do Marco Legal da Primeira Infância e destacou as conquistas proporcionadas por ele desde então. No ato, que teve a participação da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, Roma destacou que o marco pavimentou um caminho que levaria à criação do Programa Criança Feliz, que superou, em 2020, a marca de 1 milhão de crianças e gestantes acompanhadas.

“Com um total de 42 milhões de visitas realizadas, o Criança Feliz está presente em 2.928 municípios brasileiros, de 26 estados da Federação, além do Distrito Federal. Esses números o transformaram no maior programa do mundo de visitação domiciliar para a primeira infância”, afirmou, em seu discurso.

“O Criança Feliz é um programa transversal. Atua no atendimento a famílias incluídas no Cadastro Único para Programas Sociais ou que fazem parte do Benefício de Prestação Continuada. Promove o desenvolvimento integral das crianças, considerando as famílias e o contexto de vida”, acrescentou.

Ele ressaltou também que é preciso “ter um olhar ainda mais atento à primeira infância”. Ao mesmo tempo em que as crianças representam o futuro do país, elas são, também, o elo mais frágil da sociedade. É nosso dever trabalhar arduamente para que, ainda na fase de gestação, nossas crianças estejam protegidas e possam atravessar o período da primeira infância com saúde e qualidade de vida”, pontuou.

O evento teve também a participação da presidente da Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância, Leandre Dal Ponte; da segunda vice-presidente da Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância, Paula Belmonte; do deputado federal Osmar Terra; e do secretário executivo do Ministério da Cidadania, Luiz Galvão.

Também participaram o secretário Especial do Desenvolvimento Social, Antônio José Barreto de Araújo; a secretária Nacional de Atenção à Primeira Infância, Luciana Siqueira Lira; a juíza representante do Conselho Nacional de Justiça, Trícia Navarro Xavier Cabral; e o professor doutor Vital Didonet.

Pandemia
O ministro salientou ainda que, com a pandemia da covid-19, a pasta da Cidadania, por meio da Secretaria Nacional de Atenção à Primeira Infância, sob a liderança da secretária Luciana Siqueira, se viu diante de um grande desafio: como manter o programa em meio a um cenário de distanciamento social que impacta diretamente nas visitas às famílias?

“A solução veio com ações inovadoras. Estratégias e ferramentas tecnológicas permitiram que a capacitação dos profissionais e o acompanhamento das famílias fossem feitos de forma remota. Cursos, palestras virtuais e material especial de consulta foram desenvolvidos para acesso gratuito. Mesmo à distância, as famílias seguiram amparadas pelo Criança Feliz”, disse Roma, ao parabenizar todos que participaram e participam do programa, em especial à equipe da Secretaria Nacional de Atenção à Primeira Infância.

Acompanhe nosso mandato:Fique por dentro dos detalhes do nosso mandato, da nossa luta pela Bahia, e esteja sempre bem informado sobre as novidades do Congresso Nacional.