Em Aparecida, João Roma faz discurso emocionado em lançamento do projeto Brasil Fraterno: “Grande mobilização nacional”

Foto: Julio Dutra

O ministro da Cidadania, João Roma, fez um discurso emocionado nesta sexta-feira (26) em Aparecida (SP) durante lançamento do projeto Brasil Fraterno, cujo objetivo é arrecadar e doar cestas de alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar. A solenidade contou com a participação da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, presidente do Conselho do Programa Pátria Voluntária, que coordena o Brasil Fraterno.

“Este momento simboliza grande mobilização nacional, um movimento de fraternidade, nesse momento onde o mundo inteiro atravessa essa mazela, essa pandemia, que traz sofrimento para tantas pessoas. O povo brasileiro vai superar esse momento e, através da nossa fraternidade, vamos sim uns ajudar aos outros. Aqui, estamos celebrando uma união, uma cooperação, de várias entidades, numa ação que vai além do governamental, mas uma ação do povo brasileiro através de suas instituições”, disse o ministro.

Além de João Roma e Michelle Bolsonaro, o lançamento do projeto contou com a participação do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno; das deputadas federais Carla Zambelli e Renata Abreu; do prefeito da cidade, Luiz Carlos de Siqueira; e do presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Roma se emocionou ao direcionar sua fala ao prefeito Luiz Carlos Siqueira, que recentemente procurou o ministro à procura de ajuda para o município. O relato do prefeito viralizou nas redes sociais. “Olhei dentro do seu olho e vi na sua alma a verdade que trazia a sua palavra. O senhor sabe que me tocou. Ali ficou claro a materialização da situação pela qual passa o povo brasileiro, não só em Aparecida. Mas o senhor conseguiu levar uma centelha que faz com que toda a sociedade se mobilize para acolher aos mais necessitados. Sem dúvida, a partir dali muita coisa se moveu e as consequências para o bem do nosso povo espero que sejam grandiosas”, afirmou.

O ministro ainda agradeceu ao apoio dado pelo Sistema S e a todos que estão empenhados em levar o projeto à frente. “O que estamos tratando aqui é de segurança alimentar, de oferecer o mínimo de dignidade ao nosso povo. O presidente Bolsonaro sabe o sofrimento pelo qual passam as pessoas. Na última semana, ele visitou em Brasília pessoas muito carentes. Ele entrou nas casas, viu as geladeiras vazias. O que nos move é um ato de compaixão também, pois o governo precisa estar perto das pessoas que mais precisam. Essa é a função de todos nós”, frisou.

Roma ressaltou também que o presidente Bolsonaro deu exemplo nesta semana à nação brasileira ao reunir, no Palácio da Alvorada, na residência oficial da presidência, todos os chefes de estado, governadores e ministros. “E ali deu uma palavra para a nação: ‘nós vamos sim superar essa pandemia, nós vamos vacinar o povo brasileiro, ‘a cooperação tem que ser superior a potenciais divergências partidárias, ideológicas’. Porque, nesse momento, o povo brasileiro precisa dos seus líderes”, relatou.

Acompanhe nosso mandato:Fique por dentro dos detalhes do nosso mandato, da nossa luta pela Bahia, e esteja sempre bem informado sobre as novidades do Congresso Nacional.