João Roma apela para que pessoas não voltem para áreas de risco e destaca ações do Governo Federal na Bahia

O ministro da Cidadania, João Roma, apelou nesta terça-feira (28) para que as pessoas não voltem para áreas de risco e para que, aquelas que ainda estão nestes locais, saiam imediatamente para algum abrigo seguro. O alerta do ministro foi feito durante entrevista coletiva em Ilhéus, com a presença de representantes do Governo Federal e de autoridades estaduais.

Participaram os ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Marcelo Queiroga (Saúde), Damares Alves (Mulher, da Família e dos Direitos Humanos), Marcelo Sampaio, ministro substituto do Ministério da Infraestrutura, e o governador da Bahia, Rui Costa, dentre outras autoridades.

Roma ressaltou as ações do Governo Federal e o trabalho conjunto com o Governo do Estado. “No momento, aqui não estamos observando colorações partidárias. Cada um tem suas posições e, no momento adequado, tudo isso vem à tona. Mas de fato estamos juntos aqui trabalhando pelo povo baiano que está sofrendo nesse momento”, afirmou.

“A solidariedade não significa dizer que é um quesito financeiro, a solidariedade às vezes se dá com um abraço, com acolhimento, ouvindo o relato de uma pessoa que está desesperada, e é isso que nós estamos fazendo. Essa solidariedade também se manifesta com a empatia de cada um de nós. Estamos aqui também acompanhando toda essa situação e buscando diminuir o sofrimento do nosso povo. A população pede socorro e quem pede socorro não quer saber de onde está vindo a ajuda”, completou.

O ministro pontuou que são mais de 80 municípios em situação de calamidade nas regiões afetadas pelas chuvas e fez o alerta: “Fazemos um apelo para que as pessoas saiam das áreas de risco, das margens dos rios, perto de possíveis deslizamentos”, disse. “É também muito importante a conscientização para que as famílias não retornem para as áreas de risco”, continuou.

Ele contou que o Ministério da Cidadania tem atuando junto às prefeituras para levar alimentos e garantir abrigo para as pessoas em escolas, galpões e outros locais seguros. O ministro também revelou que o presidente Jair Bolsonaro conversou com os presidentes da Caixa Econômica Federal, do Bando do Nordeste e do Banco do Brasil para falar sobre ações para auxiliar as pessoas em dificuldades.

“O BNDES também está liberando linha de créditos, porque será necessário um esforço muito grande de todos nós para que a gente consiga, passado esse momento de extrema dificuldade, retomar o desenvolvimento dessa região, que vai carecer de muito investimento, mas também do esforço e de um sacrifício redobrado do povo baiano, com apoio de todos nós”, disse. Roma disse ainda que o presidente Jair Bolsonaro tem acompanhado a situação e pedido a intensificação das ações para ajudar as pessoas que mais precisam.

Acompanhe nosso mandato:Fique por dentro dos detalhes do nosso mandato, da nossa luta pela Bahia, e esteja sempre bem informado sobre as novidades do Congresso Nacional.