João Roma comemora inauguração do Senai Cimatec Park: “Referência em pesquisa e desenvolvimento industrial”

Foto: Divulgação FIEB

O deputado federal João Roma comemorou, nesta segunda-feira (11), a inauguração, em Camaçari, do Senai Cimatec Park, um importante complexo industrial voltado à pesquisa aplicada e testes em escala fabril com infraestrutura completa e tecnologia avançada para dar suporte e estimular o desenvolvimento do setor. Inaugurado pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), a unidade é uma extensão do campus Cimatec e vai abrigar plantas industriais experimentais de diversos setores, funcionando inclusive, como centro de inovação e destacando a Bahia como um importante polo industrial.

Com uma área de área de 4 milhões de metros quadrados no centro industrial de Camaçari, o Cimatec Park dispõe de laboratórios avançados, grandes usinas piloto, áreas de segurança para testes e operações de risco e até uma pista de teste do setor automotivo. A estrutura do complexo é preparada para atender as necessidades de Energia Eólica, Mecânica, Naval e Offshore, Automotiva, Elétrica, Construção Civil, Química, Petroquímica e Biotecnologia, Farmacêutica, Celulose e Papel e Petróleo e Gás.

João Roma (Republicanos/BA) comentou a importância do equipamento para a Bahia. O parlamentar é entusiasta das novas tecnologias e defensor do Sistema S, que reúne entidades como o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Serviço Social do Comércio (Sesc); Serviço Social da Indústria (Sesi), o Senar, o Senac e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas  (Sebrae). 

“O Senai Cimatec se transformou em uma referência em pesquisa e desenvolvimento industrial, com destaque para a alta empregabilidade e o bom rendimento dos profissionais formados pelo qualificado ensino técnico que oferece. A inauguração deste complexo moderno e completo é um marco histórico que coloca a Bahia na ponta do desenvolvimento tecnológico e reforça a importância do serviço não só para estimular vocações, mas sobretudo, para evidenciar o potencial do nosso setor industrial”, disse.