“O estímulo ao esporte é uma das prioridades do governo Bolsonaro”, diz João Roma em lançamento dos jogos universitários

O ministro da Cidadania, João Roma, afirmou nesta quinta-feira (27) que o estímulo ao esporte é uma das prioridades do governo do presidente Jair Bolsonaro, durante a cerimônia de lançamento dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), que vão ocorrer de 10 a 18 de outubro deste ano em Brasília. A competição, que não ocorre há 17 anos, retorna em 2021 e deve reunir cerca 6 mil pessoas, entre esportistas e comissão técnica, de 890 instituições de ensino superior do país. Serão 25 modalidades, incluindo paradesporto e jogos eletrônicos.

“O espírito olímpico transmite muitos valores, como lealdade, solidariedade, fair play, superação e cooperação, tudo que precisamos de fato abraçar e transmitir aos brasileiros neste momento em que estamos no enfrentamento à pandemia. Precisamos cada vez mais admirar e abraçar o espírito olímpico. Este ano teremos a Olimpíada de Tóquio, será uma olimpíada especial e observada, que vai tocar no coração de muitas pessoas, que sirva para encorajar, dar força para seguirmos firmes”, disse o ministro, em seu discurso.

Participaram da cerimônia os medalhistas olímpicos Maurren Maggi, no salto com vara, Diane dos Santos, na ginástica, e Felipe Wu, no tiro esportivo. Os três são embaixadores dos JUBs, Também participaram o presidente da Confederação Brasileira de Desportos Universitários (CBDU), Luciano Cabral; o secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães; e a secretária de Esporte e Lazer de Brasília (SEL), Giselle Ferreira.

“Tenho dito que o esporte é uma poderosa ferramenta de transformação social. O estímulo ao esporte é uma das prioridades do governo Bolsonaro e uma política muito acertada, já que, além de trazer benefícios para a saúde, é ferramenta de transformação social para muitas comunidades. Além disso, toda estrutura mobilizada para os eventos esportivos movimentam a economia, gerando emprego e renda para a população”, ressaltou Roma.

Para ele, os JUBs representam um incentivo à prática esportiva já na base, nas escolas e universidades. “Precisamos incentivar e fortalecer a prática esportiva dentro das nossas escolas, que são a porta de entrada, e depois nas universidades. Para o jovem se manter no esporte um elemento é indispensável: a motivação. E não há maneira melhor de motivar um atleta do que transformar em realidade o sonho de disputar uma competição de alto nível. É por isso que os JUBs têm grande importância”, salientou.

Acompanhe nosso mandato:Fique por dentro dos detalhes do nosso mandato, da nossa luta pela Bahia, e esteja sempre bem informado sobre as novidades do Congresso Nacional.